Episódio 32: “Pense grande, comece pequeno, aprenda no seu tempo”

25 jul 2022 | Podcast

> Ouça este episódio

Eu sou o Paulo Caroli e este é o Podcast Mínimo Viável, onde compartilho conhecimento sobre as novas relações de trabalho e, assim, contribuo para a transformação de um mundo melhor.

Pense grande, comece pequeno e aprenda rápido ou e aprenda no seu tempo? Neste episódio do Podcast Mínimo Viável, o autor Paulo Caroli compartilha as reflexões e o aprendizado que teve com seu filho João Caroli, após a viagem que fizeram a Madrid, onde o autor foi Keynote na XConf Europe – Tech Conference Madrid.

“Pense grande, comece pequeno, aprenda no seu tempo”. Essa frase não é minha, essa frase é do meu filho João Caroli e ele me disse umas semanas atrás eu fiquei surpreso… Vou te contar a história.

Algumas semanas atrás, eu fui ser keynote speaker na XConf aqui em Madrid e convidei o meu filho para ir comigo. Ele foi comigo, assistiu a palestra do Keynote, depois passou o dia comigo no evento. Foi super bom, um dia com o filho e um dia no evento com várias pessoas da nossa área.

E ele, atento na minha palestra, ouviu a frase que eu repito muito que é: “Pense grande, comece pequeno, aprenda rápido”. Essa frase famosa, a gente usa, eu uso ela muito para falar do Lean Inception, a gente usa muito para conversar sobre Lean Startup, que é o que faz sentido no mundo de startup, no mundo corporativo, no mundo que tem concorrência, que a gente tem alguma visão, geralmente, uma visão de produto, aonde a gente quer chegar… a gente pensa grande naquela visão, no topo, sei lá, de uma visão grande, de uma visão de produto, mas a gente começa pequeno.

Em produto digital, a gente começa com um Produto Mínimo Viável, mínimo viável para validar a tua ideia, ver se está indo na direção correta, só que você aprende rápido. De acordo com o usuário usando o teu produto, o teu MVP, você vai aprender, vai pegar feedback de uso para poder pivotar, mudar o direcionamento estratégico para você alcançar muito sucesso.

No mundo de empresas, no mundo corporativo, você tem que aprender rápido, porque você precisa alcançar o sucesso antes da sua concorrência. Você está fazendo um produto digital que você quer que seja muito utilizado, então, você vai… essa que é a questão do pensar grande, mas não gastar muito tempo construindo tudo, senão se você leva muito tempo e você poderá errar o alvo.

Você quer alcançar o Product-Market Fit, por isso que você começa pequeno e você vai tentar alcançar esse Product-Market Fit com o feedback do usuário. O teu usuário vai te ajudar, vai te guiar para alcançar esse sucesso.

Por isso, que você precisa muito aprender rápido. Se você não aprender rápido, você entrega algo pequeno, pouco valor. Se você não observa o aprendizado, você não vai crescer, não vai ter o seu Product-Market Fit.

Então, essa frase faz muito sentido num mundo de startup, no mundo corporativo, onde eu passo nas corporações criando e ajudando a criar produtos digitais: “Pense grande, comece pequeno, aprenda rápido”.

Só que aí, outro dia na cozinha, conversa em família, está a minha filha conversando, sei lá, um negócio da prova dela, que ano que vem ela vai para a faculdade, e falando que é difícil… não sei o que, como é que vai ser… e aí o meu filho João Caroli, que hoje está com 11 anos, vira pra e fala: “irmã, pense grande, comece pequeno, aprenda no seu tempo”.

Eu viro para ele e falo: “opa, essa frase é minha, só que você falou diferente. E ele falou: “não, essa frase é minha, fui eu que criei”. E eu falei: “não, pense grande, comece pequeno, aprenda rápido”.

Aí, a minha esposa e a minha filha olham para mim e falam: “não, eu prefiro a frase dele”. O que eu achei genial né e eu parei para refletir. Eu também prefiro a frase dele, do conselho que ele está dando para a irmã dele, para a minha filha.

Isso faz muito sentido, num mundo onde não tenha competição externa, a competição é só com você mesmo, pensa grande, começa pequeno, porque a gente tem que pensar grande né, a gente tem que tentar alcançar as nossas visões, os nossos sonhos, mas começar pequeno, porque são passos pequenos e não tem a questão de aprenda rápido.

Você está concorrendo com quem? É com você mesmo. Aprenda no seu tempo, respeite o seu tempo, né, aprenda no seu tempo. É importante eu aprender, aprenda, vai entender o que está acontecendo, pega o feedback daquele passo pequeno que você deu e aprenda.

Mas, não é o aprenda rápido, você não está no mundo competitivo. Até vou pegar o exemplo, assim, de estudo: você está estudando, sei lá, é para o vestibular, você quer melhorar em língua, você não tem essa de aprenda rápido, vai, vai, rápido, rápido, né? De uma semana para a outra.

Não. Assim, aprenda no seu tempo e é muito importante a questão de respeitar o seu tempo. E, aí, é claro que eu parei para refletir o que eu estou fazendo nas organizações? Será que deve ser aprenda rápido ou aprenda no seu tempo?

E, aí, eu vou pensar, vou até correlacionar com um outro episódio aqui do Podcast, de uma outra conversa que eu tive com o Rodrigo de Toledo. Ele fala uma frase já há muitos anos que é: “Direção é mais importante que velocidade”.

Olha que interessante: se de um lado eu falo que direção é mais importante que a velocidade, do outro, estou falando pense grande, comece pequeno, aprenda rápido. Eu até gosto, eu gosto dos dois jargões, mas esse rápido ele tem que ser inteligente, tem que ser na direção em que você está querendo ir.

Acho que as frases se encaixam, que assim: você pensa grande, você tem que saber em qual direção você quer ir, começa pequeno e aprende o mais rápido que você puder. Mas, aí, é que é a questão: o mais rápido que você conseguir, respeitando o tempo dos seus usuários, dos seus clientes e da sua equipe.

Esse aprenda rápido não é atropelando, não é exagerando, não é vamos virar a noite para fazer esse produto, para a gente ter o aprendizado mais rápido. Não, o aprenda rápido é: preste atenção no feedback de uso para gerar aprendizado.

É claro, isso de novo, quando eu começo a falar isso, eu penso no mundo competitivo, que é o mundo de produtos digitais e de corporações, em que eu estou inserido. Mas, eu achei muito interessante o pense grande, comece pequeno e aprenda.

Às vezes, é rápido, que eu vou falar. Só que isso é um conselho pessoal, para alguém que está evoluindo na carreira e eu acho que eu vou passar a usar a frase do João Caroli: “Pense grande, comece pequeno, aprenda no seu tempo”.

Bom, mas o mais importante de tudo não é frase A ou a frase B. As frases são boas para fazer a gente refletir.

O mais importante é a reflexão e até trazendo uma provocação aqui para a gente é a questão de que: estamos num ritmo sustentável? Aí, eu acho que adicionaria isso: “Pense grande, comece pequeno, aprenda rápido, mantendo um ritmo sustentável”.

 

E aqui o episódio de hoje. Espero que você tenha gostado. Eu te peço para se inscrever e recomendar esse Podcast na sua plataforma de Podcast preferida, como Spotify e YouTube, e nas redes sociais. Ou, como eu prefiro: recomende aos seus amigos. Assim, você me ajuda com a missão de compartilhar conhecimento sobre as novas relações de trabalho, de forma a contribuir para a transformação de um mundo melhor.

>> Esse Podcast não tem patrocinadores. Então, se você vem curtindo esse Podcast e quer colaborar com a nossa equipe, vá em www.mepagaumcafe.com.br/caroli. Muito obrigado!

Notas do episódio:

Episódio 3: Direção é mais importante que velocidade (Um Castelo de Mentiras) com Rodrigo de Toledo – Parte 1/2 

Episódio 5: Direção é mais importante que velocidade (Um Castelo de Mentiras) com Rodrigo de Toledo – Parte 2/2 

Caroli.org

A Caroli.org, com um excelente time e a integração de pessoas autoras, treinadoras, parceiras e demais colaboradoras, tem como missão principal compartilhar conhecimento e, dessa forma, contribuir para a transformação de um mundo melhor. Veja mais detalhes sobre nossos Treinamentos autorais e exclusivos, nossos Livros e muitos outros conteúdos em nosso Blog.
Episódio 39: Gestão de Inovação e Lean Inception

Episódio 39: Gestão de Inovação e Lean Inception

Neste episódio do Podcast Mínimo Viável, os profissionais Edson Antonio de Lima, Eduardo Prista e Mateo Fernández abordam o tema de Gestão de Inovação e Lean Inception. Eles respondem, ainda, se o uso da Lean Inception é mais adequado para produtos novos ou para features de produtos já existentes e se é na Lean Inception de onde surgem as ideias de inovação.

ler mais
Episódio 38: Qual a diferença entre Lean Inception, Design Thinking e Design Sprint?

Episódio 38: Qual a diferença entre Lean Inception, Design Thinking e Design Sprint?

Neste episódio do Podcast Mínimo Viável, você vai conferir um excelente bate-papo entre os profissionais Cristiane ‘Coca’ Pitzer, Luis Buchelli, Renato Borba e Vanderley Gomes, oportunidade em que abordam as principais diferenças entre Lean Inception, Design Thinking e Design Sprint e trazem exemplos de aplicação da Lean Inception em áreas que vão além da tecnologia da informação.

ler mais
Episódio 37: PBB – Quem participa, exemplos de aplicação e papel do agilista

Episódio 37: PBB – Quem participa, exemplos de aplicação e papel do agilista

Neste episódio do Podcast Mínimo Viável, os treinadores da Caroli.org, Ademir Silva, Luis Buchelli, Teo Inke e Vinicius Nakamura compartilham muito conhecimento sobre o Product Backlog Building (PBB). Além de abordar quem são os participantes das sessões, eles falam sobre o papel do agilista nesse processo e trazem exemplos de aplicação desse importante método criado por Fábio Aguiar.

ler mais

Pin It on Pinterest

X
X
X