Episódio 46: MVP, equipe de produto e o tempo

26 dez 2022 | Podcast

A imagem contém a capa do episódio 46 de Podcast Mínimo Viável. Um retângulo laranja, com logo da Caroli.org e do Podcast, e a frase do nome do episódio em um quadro amarelo com letras em laranja escrito MVP, equipe de produto e o tempo.

> Ouça este episódio

Eu sou o Paulo Caroli e este é o Podcast Mínimo Viável, onde compartilho conhecimento sobre as novas relações de trabalho e, assim, contribuo para a transformação de um mundo melhor.

Neste episódio do Podcast Mínimo Viável, o criador da Lean Inception, Paulo Caroli, traz uma breve reflexão sobre Produto Mínimo Viável, equipe de produto e tempo, reforçando que, ao invés de buscar a solução definitiva para todo o produto, é muito mais efetivo para os times pensar primeiro no que é mais importante e em como validar isso.

Não é quanto tempo você tem, mas o que você decide fazer com o tempo que você tem. O tempo é o mesmo para todas as pessoas, para todas as empreendedoras, para todas as empresas, para todas as equipes. Todo mundo tem exatamente o mesmo tempo, 24 horas por dia. Só que muitos estão disputando pelo mesmo mercado, pela atenção dos mesmos clientes, dos mesmos usuários.

Pensando em times de produtos, em organizações que criam produtos, produtos digitais, é importante a gente pensar que o tempo que a gente tem para emplacar um produto sucesso, ele é curto. Ele é muito curto, porque se você não faz, se sua equipe não faz, se sua organização não faz, alguma outra vai fazer.

O maior erro que eu vejo nas organizações é que elas exageram, elas se apressam, elas tentam criar o plano para produto enorme, inteiro. Por exemplo, para ganhar mais tempo, como se pudesse ganhar mais tempo, elas contratam mais gente, que é mais gente trabalhando, você vai fazer aquilo mais rápido, você ganha, comprou tempo.

Elas pedem para as pessoas trabalharem, não… trabalha 12 horas por dia, vamos trabalhar no fim de semana, vamos trabalhar no feriado. E dessa forma nessas organizações de trabalho, assim, elas acham que vão ter mais tempo que as outras empresas. Mas, isso é um erro e um erro muito, muito, muito, muito grande.

Não faça isso. Não trabalhe 12 horas por dia, não trabalhe em fim de semana, não exagere enchendo de gente, não crie equipe enorme, que você tem que ter muito mais gestão. É toda aquela sobrecarga para manter todo mundo alinhado, todo mundo na mesma página, todo aquele overhead que a gente cria para alinhar um time, dois times, três times, quatro times, uma tribo de 100 pessoas. Não faça isso.

Aliás, pensando nas organizações, nos times, não só na sua. Todo mundo deve respeitar isso. Em XP, a gente falava o Sustainable Pace, que é um ritmo sustentável. A gente trabalha 08 horas por dia, a gente tem fim de semana, a gente tem feriado. A grande diferença vai estar em como a sua equipe, a sua organização, ela se alinha, ela se organiza para direcionar o trabalho.

Se você trabalha com produto digital, eu gosto muito da definição do Marty Cagan sobre equipes de produto, ele até fala equipes de produto empoderadas. Na definição dele, equipes de produto empoderadas são equipes multifuncionais, que incluem produto, design, engenharia, elas são focadas e medidas por resultados, não somente por entregas. E elas têm o poder de descobrir a melhor maneira de resolver os problemas que forem solicitados para elas resolverem.

Ou seja, não é quanto tempo a equipe tem, mas, sim, o que a equipe decide fazer com o tempo que ela tem. Então, como equipe de produto, ao invés de buscar a solução definitiva para todo o produto, é muito mais efetivo pensar primeiro no que é mais importante e como validar isso.

O que fazer primeiro? Como verificar se estamos indo no bom caminho? Então, como equipe de produto, ao invés de buscar a solução definitiva para todo o produto, é muito mais efetivo pensar primeiro no que é mais importante e como validar isso? O que fazer primeiro? Como verificar se estamos indo no bom caminho?

Você precisa alinhar as pessoas envolvidas sobre o plano para esse caminho mínimo, para esse mínimo viável. O que é o mínimo para validar o direcionamento do seu negócio? E você precisa fazer isso de forma muito, muito, muito efetiva, consumindo pouco tempo, porque, claro, todo mundo vai falar: tempo é dinheiro e a gente não tem tempo.

Então, por isso, que esse alinhamento desse mínimo viável, ele tem que ser feito de forma muito efetiva. E dessa forma, se você tiver esse plano para o mínimo viável, aí sim você vai aproveitar ao máximo o tempo que essa equipe tem. Criar o quê? O MVP, o Produto Mínimo Viável e colocar logo na mão dos usuários e é aqui que entra a Lean Inception.

A Lean Inception é um workshop colaborativo validado, que a gente já rodou muitas e muitas, muitas vezes, que ajuda, de forma muito efetiva, ao time em pouco tempo, em poucos dias, a alinhar e decidir: tá, e aí, qual é o primeiro passo para a gente não perder tempo, para a gente não errar, para a gente aprender rápido?

Aí a gente cria, faz o plano do MVP, cria esse MVP em pouco tempo e coloca logo na mão dos usuários. Quais serão os seus early adopters? E é o feedback de uso, o aprendizado que têm que os usuários, os insights desses usuários usando esse início do teu produto é o que vai te economizar tempo, que você, aí sim, vai criar o que realmente está indo num bom caminho para o seu produto, para o seu negócio.

A gente não trabalha como eu trabalhava nos anos 90, que a gente fazia um plano enorme e contratava mais gente e quando ia atrasar, tinha que trabalhar fim de semana e trabalhava hora extra. Não, a gente não trabalha mais dessa forma. A gente mantém um ritmo sustentável.

Mas, a gente trabalha de uma forma muito mais inteligente, onde a gente não desperdiça o tempo, que é o mesmo para todo mundo, a gente alinhado e focado em resolver o problema dos nossos usuários. Aliás, a gente vai aprender com os usuários. A gente não vai só fazer pesquisas e tentar entender e gastar um tempo enorme achando que a gente vai aprender tudo e depois achando que a gente vai construir exatamente o que o usuário precisa.

E, assim, muito efetivo no tempo, a gente tem times de produto empoderados e alinhados, que alinham, alinham muito rápido e decidem qual o passo dar. Em passos curtos você não cai. Até a metáfora é isso: quando você tenta dar um passo muito longo, às vezes, você se desequilibra e, com o passo curtinho, você não cai, um pé está no chão e o outro já está levantado num passo bem curto.

Bota no chão e vai, vai e vai direcionando o teu caminho. Se necessário, pivota, muda a direção, mas para algo efetivo e tudo muito rápido, sem desperdiçar tempo seguindo um caminho errado.

E aqui o episódio de hoje. Espero que você tenha gostado. Eu te peço para se inscrever e recomendar esse Podcast na sua plataforma de Podcast preferida, como Spotify e YouTube, e nas redes sociais. Ou, como eu prefiro: recomende aos seus amigos. Assim, você me ajuda com a missão de compartilhar conhecimento sobre as novas relações de trabalho, de forma a contribuir para a transformação de um mundo melhor.

Esse Podcast não tem patrocinadores. Então, se você vem curtindo esse Podcast e quer colaborar com a nossa equipe, vá em www.mepagaumcafe.com.br/caroli. Muito obrigado!

 

Notas do episódio:

Caroli.org

A Caroli.org, com um excelente time e a integração de pessoas autoras, treinadoras, parceiras e demais colaboradoras, tem como missão principal compartilhar conhecimento e, dessa forma, contribuir para a transformação de um mundo melhor. Veja mais detalhes sobre nossos Treinamentos autorais e exclusivos, nossos Livros e muitos outros conteúdos em nosso Blog.
Episódio 45: A Arte da Facilitação

Episódio 45: A Arte da Facilitação

Você já parou para pensar na importância da pessoa facilitadora dentro de um time? Todas as reuniões que você participa são realmente efetivas? Neste episódio do Podcast Mínimo Viável, você vai conferir um excelente bate-papo com Diogo Riker e Vinicius Silva, autores do novo livro da Caroli.org “A Arte da Facilitação: O Poder da Facilitação e seu Verdadeiro Impacto na Cultura das Organizações”. Na oportunidade, eles trazem mais detalhes sobre a obra e este importante tema da facilitação.

ler mais

Pin It on Pinterest