Precisa de ajuda para escolher o seu
treinamento ou tem alguma dúvida?

Lembrete: Atualize o entendimento sobre as personas

Para efetivamente identificar as funcionalidades de um sistema, é importante ter em mente os usuários e seus objetivos. A maneira normalmente utilizada para representar estes usuários é através de personas.

Uma persona representa um usuário do sistema, descrevendo não só o seu papel, mas também suas necessidades específicas. Isto cria uma representação realística de usuários, auxiliando o time a descrever funcionalidades do ponto de vista de quem interagirá com o produto final.

Segue abaixo um exemplo de resultado de uma atividade para definir personas.

exemplo-personas-perfil-comp-obj

exemplo de representação de personas

É importante ressaltar que resultado da atividade de definir persona não deve ser definitivo, e sim uma construção inicial que pode e deve ser evoluída conforme o produto é evoluído.

A atividade para definir persona é realizada baseada no conhecimento, dados e pesquisa prévia sobre os usuários do produto. Geralmente empresas maiores tem conhecimento e dados sobre seus usuários. Outro forma de buscar conhecimento é com pesquisas previamente realizadas.

E, caso não exista conhecimento, dados e pesquisa prévia, existirão hipóteses sobre os usuários do produto, e estas estarão explicitadas na atividade de descrever as personas.

Atualize o entendimento sobre as personas

interessante: um tipo de persona passou por baixo, outros três tipos não sabem como prosseguir

Com o feedback do produto, obteremos mais compreensão sobre as as personas. Além disso, mais pesquisas podem ser realizadas para adquirir mais entendimento sobre o usuário. E, dado que o conhecimento aumentou, refaça a atividade de persona, atualizando a representação dos usuários.

Samantha Rosa, uma amiga UX, compartilhou um exemplo:  durante a inception enxuta, sua equipe criou as personas, mas depois de disponibilizar o produto para clientes reais, perceberam que uma das personas não estava de acordo com a realidade. Daí realizaram a atividade de definir a persona novamente para atualizá-la.

>> Leia o livro Lean Inception e aprenda como usar personas e outras técnicas de Design Thinking para trabalhar com MVP – Minimum Viable Product.

Paulo Caroli

Paulo Caroli é um consultor, autor e palestrante altamente respeitado, conhecido por criar a metodologia Lean Inception. Como autor de cinco livros influentes sobre agilidade nos negócios, incluindo o best-seller Lean Inception, ele traz uma vasta experiência prática para seu papel como Inception & OKR advisor na Thoughtworks - Expert in Product and Project Inception, Advisor on Team OKR. Paulo está profundamente envolvido em workshops estratégicos, desenvolvimento de produtos digitais e na orientação de equipes sobre agilidade nos negócios e estratégia de produto.
Lean Inception seguida pelo PBB

Lean Inception seguida pelo PBB

Neste artigo, você aprenderá como combinar Lean Inception e Product Backlog Building (PBB) para otimizar o desenvolvimento de produtos. Primeiro, a Lean Inception define funcionalidades e cria o Canvas MVP. Em seguida, o PBB detalha essas funcionalidades em itens de backlog e histórias de usuário, priorizando e planejando as entregas em Sprints. Essa combinação proporciona uma abordagem eficiente e colaborativa, resultando em um backlog bem estruturado e um plano de entrega claro.

ler mais
O Canvas MVP

O Canvas MVP

Construir produtos de muito sucesso, reduzindo tempo, uso de recursos e alinhados às necessidades dos usuários, é o desejo de qualquer organização ou negócio. Neste artigo, o criador do método Lean Inception, Paulo Caroli, traz a você mais detalhes sobre o Canvas MVP, importante ferramenta utilizada para validar ideias de produtos.

ler mais
Construir ou Comprar MVP: Matriz para tomada de decisão

Construir ou Comprar MVP: Matriz para tomada de decisão

O artigo “Construir ou Comprar MVP” ajuda na decisão crucial de desenvolver ou comprar software para novos empreendimentos, enfatizando a rápida validação de ideias de negócios. Ele apresenta uma matriz de decisão e uma ferramenta Excel para ajudar as partes interessadas a pontuar e comparar opções, garantindo que a decisão de construir ou comprar esteja alinhada com os objetivos estratégicos e operacionais. Essa abordagem promove um processo de tomada de decisão colaborativo e baseado em dados.

ler mais

Pin It on Pinterest