Precisa de ajuda para escolher o seu
treinamento ou tem alguma dúvida?

Como começar a trabalhar com Agile?

Neste artigo, a autora Annelise Gripp* dá dicas sobre como começar a trabalhar com Agile, além de abordar os principais pilares e um pouco da história sobre o surgimento da Gestão de Projetos.

Como surgiu a Gestão de Projetos?

Winston Royce, um professor assistente na Universidade de Tecnologia da Califórnia, se envolveu num projeto que fazia planejamento de missão e seleção de órbita para espaçonaves. Ele começou a pesquisar e estudar sistemas de desenvolvimento de softwares de grande porte, suas metodologias e processos, com intuito de ter um modelo que atendesse essa demanda.

Em 1970, Royce publicou um artigo descrevendo vários modelos que poderiam ser usados para gerir projetos com desenvolvimento de software. Mas, era apenas um artigo contendo pesquisas. O modelo Waterfall apresentado era inflexível e nem um pouco interativo, precisando de experimentação, adaptação e muitas melhorias.

Em 1990, mesmo contendo falhas, o modelo Waterfall se expandiu entre as empresas de desenvolvimento software, tornando-se um padrão a ser usado para gerir projetos. O modelo apresenta 5 etapas:

● Análise;
● Desenho;
● Desenvolvimento;
● Teste;
● Implantação/homologação.

Com a expansão do modelo, as empresas estruturaram áreas conforme a divisão de etapas, criando gerências que dependiam do trabalho e uma da outra. Veja a seguir:

O modelo Waterfall foi muito usado e ainda é usável em algumas empresas que possuem grandes projetos que demandam burocracia (investidores, documentação, fornecedores etc). Mas, o mercado mudou. Os clientes e usuários passaram a consumir dados com muito mais recorrência e rapidez, sendo acessando web pelo notebook, seja usando o celular. Logo, entre as empresas que possuem produtos e serviços mais novos, o modelo Waterfall emperrava a fluidez do projeto, tornando-se um gargalo para todos os participantes. Seguem alguns desperdícios levantados:

Projetos que nunca vão pro ar;
● Funcionalidades que ninguém usar;
● Documentos que ninguém lê;
● Processos repetitivos e manuais;
● Cliente insatisfeito com a entrega.

Resumindo. MUITO DESPERDÍCIO e MENOS INOVAÇÃO!!!

Em 2001, depois da insatisfação de trabalhar por anos com Waterfall e ver que não trazia mais resultado, surge o Manifesto Agile. 17 profissionais, que já praticavam métodos ágeis como XP, DSDM, Scrum, FDD etc, se reuniram nas montanhas nevadas do estado norte-americano de Utah, onde compartilhavam os seus experimentos e compartilhavam os mesmos fundamentos.

 

Os 3 principais pilares que o Agile trabalha

 

● INSPEÇÃO
● TRANSPARÊNCIA
● ADAPTAÇÃO

 

 

O novo modelo de gerir projetos usa a inspeção, a transparência e adaptação em recorrência, para ser mais adaptativo aos negócios, à tecnologia, ao ambiente e à cultura da empresa. Podemos dizer, que o objetivo é:

  • Eliminar desperdícios, executando apenas o que é mais importante;
  • Focar em soluções simples;
  • Mudar sempre que for necessário;
  • Ter um fluxo contínuo de entregas.

Com certeza, o método traz uma proposta bem diferenciada e vai além de todos os métodos existentes até 2001. O Agile além de trazer frameworks, papéis e ritos, gera mudanças na forma de pensar, sentir e agir dentro do ambiente de trabalho, promovendo colaboração e abertura para melhorias e novas ideias, pois a cada iteração (período de desenvolvimento e testes com entrega pronta) o método “obriga” fazer refinamento sobre as necessidades, execução do processo de desenvolvimento e testes em partes, e qualidade nas entregas para o usuário (mínimo de bugs possível). Agile também pode ser usado em várias áreas de negócio, não se restringindo ao desenvolvimento de software ou a tecnologia.

 

Como podemos começar a trabalhar com Agile?

Primeiro de tudo, defina o produto/serviço/negócio você deseja desenvolver. Após definir, faça uma análise de quais competências técnicas e pessoais será necessário dos profissionais pra trabalhar com seu negócio.

Segundo passo, recrute esses profissionais e agende um momento que você possa falar sobre o que deseja construir, qual a cara que deve ter, quais necessidades vai atender e qual o perfil dos usuários que vão consumir tal negócio.

Geralmente, esse momento gera muitos debates e discussões. Principalmente, se você não tiver bem definido o que deseja desenvolver. Incertezas geram mais confusões do que soluções. Por isso, é bom estar com algo bem formatado.

Passado esse momento, o time é montado e começa a trabalhar nas necessidades que estão mais bem refinadas e tem mais valor para o negócio. Podem surgir algumas dúvidas sobre o negócio durante o desenvolvimento e o profissional que sabe mais sobre o assunto deve estar disponível para ajudar o time. Além do time formado para o desenvolvimento e da pessoa que entende do negócio para apoiar o time, nós temos um profissional, um coach, que garante o processo a ser usado da forma correta e ainda facilita o dia a dia das pessoas, liderando o time.

Outro ponto interessante de falar é que na maioria das empresas, o time de desenvolvimento não possui autonomia total sobre ferramentas, infraestrutura e tecnologias a serem usadas. Então, temos várias áreas especializadas em diferentes assuntos como; UX/UI, infra, banco de dados, que cedem seus profissionais (como pontos focais), para acompanhar os projetos junto ao time. Facilita a comunicação e o entendimento do negócio a ser desenvolvido. Por esse motivo, chamamos de Áreas Cross.

Agile nos permite usar várias metodologias e frameworks, que nos ajudam a alavancar nosso trabalho, como: Scrum, Kanban e Lean. Também podemos usar boas práticas que podem ser aplicadas no dia a dia do seu projeto, como: canvas, checklists, reuniões e muito mais.

Esse é um resumo do Treinamento de Gestão Ágil de Projetos, que você terá acesso e ainda poderá participar assistindo aulas e tirando suas dúvidas.

Bora aprender! Te espero!

 

Treinamento sobre Gestão Ágil de Projetos

A autora, junto à Caroli.org, está organizando um Treinamento sobre o tema. Se você tem interesse em aprender com muitas dinâmicas para ajudar a extrair as necessidades, auxiliar no planejamento e execução de projetos, inscreva-se agora mesmo e receba em primeira mão as informações sobre a primeira turma.

Sobre a autora

Annelise Gripp: Há 28 anos, trabalha com Engenharia de Desenvolvimento de Software. Nos últimos 15 anos, se dedicou a agilidade, onde projetos, produtos e pessoas desenvolvem um trabalho juntos, com foco na qualidade da entrega. Hoje, como Consultora e Especialista em Transformação Digital e Ágil, seu trabalho consiste em expandir, compartilhar e aplicar seus conhecimentos, habilidades e experiências nas empresas públicas e privadas.

Caroli.org

A Caroli.org, com um excelente time e a integração de pessoas autoras, treinadoras, parceiras e demais colaboradoras, tem como missão principal compartilhar conhecimento e, dessa forma, contribuir para a transformação de um mundo melhor. Veja mais detalhes sobre nossos Treinamentos autorais e exclusivos, nossos Livros e muitos outros conteúdos em nosso Blog.
Gestão Ágil de Projetos

Gestão Ágil de Projetos

Neste artigo, a autora Annelise Gripp aborda o tema da Gestão Ágil de Projetos e destaca, entre outras coisas, como esse modelo de gestão flexível, simples e fácil de aplicar pode auxiliar você e sua organização.

ler mais
Triple Track Development: Inovação Empresarial através de Descoberta e Entrega Contínua

Triple Track Development: Inovação Empresarial através de Descoberta e Entrega Contínua

Triple Track Development, compreendendo Estratégia de Negócios, Descoberta e Entrega, revoluciona o desenvolvimento de produtos. As metas trimestrais substituem os planos anuais, garantindo adaptabilidade. Continuous Discovery investiga profundamente as necessidades do usuário, enquanto Continuous Delivery transforma rapidamente ideias validadas em produtos. Esta abordagem sincronizada promove uma colaboração sem precedentes, impulsionando as equipas para o sucesso coletivo. Não é apenas uma metodologia; é uma vantagem estratégica que permite às empresas inovar rapidamente no mercado dinâmico de hoje.

ler mais

Pin It on Pinterest