Precisa de ajuda para escolher o seu
treinamento ou tem alguma dúvida?

Objetivos do Produto, MVP e hipóteses

Segue abaixo um Q&A, uma conversa (em duas perguntas) sobre objetivos do produto, MVP e hipóteses

 

PERGUNTA 1: Qual sua perspectiva sobre definir um produto com mais de um objetivo (objetivo do produto)?, por Guilherme Ponce

 

RESPOSTA: Objetivos podem até ser mais de um. Mas quando lançar um MVP, quanto menos hipótese sendo provada ao mesmo tempo, melhor.

Imagine esse cenário: 2 hipóteses (de que algo vai aumentar o número de vendas) são colocadas a prova ao mesmo tempo; você lança o MVP e o número de vendas triplica na primeira semana. Qual das duas hipóteses foi comprovada? As duas?

Agora imagine o caso oposto: 2 hipóteses (de que algo vai aumentar o número de vendas) são colocadas a prova ao mesmo tempo; você lança o MVP e o número de vendas piora. Qual o aprendizado? Ambas falharam?

Quando a conversa era sobre requisitos e esses mapeavam para objetivos, isso era já ruim (levava mais tempo a ser entregue), mas não era tão impactante para a tomada de decisões; afinal de contas, não havia tomada de decisão: tínhamos de entregar todo o planejado.

Desde o Lean StartUp,  isso mudou. Não fazemos planos sobre tudo que vai ter o produto, mas sim sobre como validar a ideia do produto.

A conversa agora é sobre validar hipóteses, sobre falhar e aprender rápido; por isso, menos é mais.

O produto pode ter mais de um objetivo. Mas um MVP deve ser descrito pela hipótese que tenta validar.  M é de mínimo, por isso, muito provavelmente, somente uma hipótese.

O que remeta a sua segunda pergunta:

PERGUNTA 2: Essas hipóteses são criadas sobre como vamos chegar a esse ou esses objetivos?

Sim. O(s) objetivo(s) do produto provavelmente estão descritos em alto nível, muitas vezes descritos como objetivos do negócio. Os MVPs e suas hipóteses descrevem como alcançar os objetivos de negócio.

No exemplo (lúdico) do livro, o objetivo é: encantar as pessoas com uma solução maravilhosa para seus gramados que crescem com tamanha rapidez.

Uma hipótese é que moradores do bairro X comprariam um tesourão exposto na loja de piscina do bairro para cortarem grama. O MVP para validar isso é criar um tesourão e colocá-lo a venda na tal loja.

Provavelmente, se a empresa fez uma Lean Inception, os participantes pensaram além do tesourão; e criaram suas hipóteses sobre como chegar lá, a “esse ou esses objetivos do negócio”.

Entretanto, não tem segundo passo se não houver o primeiro. E cada passo deve ser validado.  Afinal de contas, você não quer dar dez pessoas para descobrir que seguiu o caminho errado. Se descobrir isso com um passo, muito melhor; mas se levar três passos, melhor do que dez. O importante é que todos alinhem para entender qual o mínimo necessário para validar uma hipótese que deve remeter a um ou mais objetivos de negócio.

 

Comentários no LinkedIn.

 

 

 

 

 

Paulo Caroli

Paulo Caroli é um consultor, autor e palestrante altamente respeitado, conhecido por criar a metodologia Lean Inception. Como autor de cinco livros influentes sobre agilidade nos negócios, incluindo o best-seller Lean Inception, ele traz uma vasta experiência prática para seu papel como Inception & OKR advisor na Thoughtworks - Expert in Product and Project Inception, Advisor on Team OKR. Paulo está profundamente envolvido em workshops estratégicos, desenvolvimento de produtos digitais e na orientação de equipes sobre agilidade nos negócios e estratégia de produto.
MVP: Conheça e saiba como usar o Produto Mínimo Viável

MVP: Conheça e saiba como usar o Produto Mínimo Viável

MVP é abreviação do conceito Minimum Viable Product que, em português, representa o Produto Mínimo Viável. São apenas três letras que carregam um significado muito importante para empreender com sucesso. Neste artigo, você vai conferir todos os detalhes sobre MVP e sua importância para os times e organizações, assuntos trazidos pelo criador da Lean Inception, o autor Paulo Caroli.

ler mais
Tipos de MVP

Tipos de MVP

Entender e escolher entre os tipos de MVP pode acelerar o ciclo de aprendizado e levar ao aperfeiçoamento do produto de maneira eficaz. O MVP não é apenas um lançamento preliminar, mas uma estratégia de teste e aprendizado, essencial para qualquer projeto que busque sucesso e inovação contínuos.

ler mais
Tens uma ideia de produto?

Tens uma ideia de produto?

O artigo ressalta a limitação de planejar e desenvolver um produto completo como método para testar um modelo de negócios ou ideia. Em vez disso, destaca a importância de validar hipóteses através do conceito de MVP (Minimum Viable Product). Ao compartilhar a experiência dos empreendedores cariocas com o Easy Taxi, enfatiza a crucial aprendizagem com usuários reais. O autor também menciona seu projeto, iChooseThisOne.com, como um valioso exemplo de MVP, mesmo sem alcançar o sucesso. O texto sublinha que o sucesso frequentemente exige ajustes e correções de curso, ressaltando a necessidade de um aprendizado contínuo.

ler mais

Pin It on Pinterest