Precisa de ajuda para escolher o seu
treinamento ou tem alguma dúvida?

Transformando a Experiência do Colaborador com Lean Inception

Por JP Coutinho*

A metodologia Lean Inception, criada por Paulo Caroli, emerge como uma ferramenta poderosa para aprimorar a experiência do colaborador desde a concepção de projetos ou iniciativas. Tenho utilizado a metodologia para a criação de diversos produtos de Gestão de Pessoas, desde ações de desenvolvimento até programas de incentivo ou recompensas.

Ao adotar a abordagem de Caroli desde o início da criação de produtos ou serviços, profissionais de RH podem criar um ambiente colaborativo e centrado nas necessidades dos colaboradores, contribuindo significativamente para uma experiência mais positiva. A Lean Inception veio para fazer a diferença nas empresas, pois ajuda os times a serem eficazes por meio do alinhamento dos participantes sobre o produto, visando à solução do problema que estão trabalhando.

Nesse sentido, o método foi criado, especialmente, para evitar o desperdício de tempo, de dinheiro e de recursos com a criação de produtos errados, pois de nada adianta essa criação com eficiência se o produto não possui eficácia.

Existe uma agenda de atividades para a Lean Inception, mas que pode e deve ser ajustada de acordo com o contexto. Para a criação de produtos relacionados à Experiência do Colaborador, eu tenho usado a seguinte agenda e atividades:

Na fase inicial, que eu costumo chamar de “Descoberta”, fazendo um paralelo com Design Thinking, as ferramentas da Lean Inception, como o Visão do Produto e o Produto é, não é, faz, não faz, são cruciais. Nesse período, compartilhamos com os participantes as razões e expectativas dos sponsors do negócio para esse workshop, além de trazermos clareza sobre a necessidade e objetivos do produto que será criado.

Seguimos para a atividade de Objetivos para o Negócio. Esta é para mim uma das etapas mais importantes na Lean Inception. Como profissionais de RH, temos sido cada vez mais provocados a entregar valor para o negócio, sair de uma área de bastidores, para uma área mais estratégica. Nessa atividade, conseguimos fazer essa conexão. Quais são os objetivos de negócio que devem ser alcançados com o produto que estamos criando? Aqui, cada membro da equipe deve compartilhar seu entendimento. Os vários pontos de vista devem ser debatidos para chegar a um consenso sobre o que é realmente importante.

Na sequência, construímos as Personas e realizamos um Brainstorming, técnica para gerar ideias para a solução de problemas, usada para criar e explorar a capacidade criativa de indivíduos e grupos. A proposta é que um grupo de pessoas utilize suas ideias e crie soluções, sem julgamento de valores. Já pensamos em todos os aspectos do produto, conhecemos bem os objetivos que devem ser alcançados e quem são os usuários envolvidos. Agora, é hora do RH pensar no Business (Objetivos do Negócio) e nas pessoas (Personas). Chegou a hora de gerar ideias e possíveis soluções!

E aí, chegamos em uma fase que os profissionais de RH têm muita dificuldade: priorizar. A atividade de Brainstorming gerou muitas ideias. Agora, precisamos reavaliá-las, descartar o que não faz sentido. E o que faz, levar adiante. Gosto de olhar para elas sob a perspectiva do Impacto x Esforço. Uma dica é: olhe para o quanto a ideia resolve o problema. Além disso, essa solução envolve outras áreas para ser implementada, como, por exemplo, tecnologia, jurídico ou ainda: levará mais de quatro meses para entregarmos a solução? Nesses casos, a solução pode ser complexa demais. Pondere, também, o custo/benefício.

E chegamos para a construção do Canvas MVP. Vamos olhar para o MVP (Produto Mínimo Viável) do nosso produto ou solução. O MVP está na interseção entre valioso, factível e usável, representando respectivamente o interesse do negócio, a aceitação e admiração dos usuários e o que é possível construir. Então, vamos pensar juntos: Qual pode ser um MVP do seu produto ou solução? Como podemos colocá-lo para os usuários testarem? Te darem feedback? O Canvas MVP vai nos ajudar nisso. Finalizamos então a semana de Lean Inception com um Showcase, uma apresentação do que foi criado para os principais stakeholders.

 

Por que seu RH precisa realizar uma Lean Inception?

Para finalizar destaco dois ganhos ao utilizar Lean Inception no RH e para a Experiência do Colaborador: criar projetos de forma colaborativa gera pertencimento nos participantes envolvidos. Todos podem contribuir, trazer suas opiniões e olhares sobre o problema trabalhado. Empoderamos os colaboradores com autonomia, permitindo que contribuam com ideias e soluções. Segundo: criamos soluções para melhorar a Experiência do Colaborador muito mais aderentes às necessidades reais das nossas pessoas. Ações que de fato melhorem o ciclo de vida, a jornada do colaborador na nossa empresa, diferente do que fizemos sempre: apenas com o olhar do RH, do que é mais confortável ou dentro da nossa zona de conforto.
 

*JP Coutinho é palestrante, professor, especialista em aprendizagem colaborativa e facilitador de treinamentos e workshops. Tem mais de 15 anos de experiência em pesquisa, desenvolvimento e aplicação de soluções de aprendizagem. É pioneiro e referência em RH Ágil no Brasil — um movimento que ganha cada vez mais força dentro das organizações. Trabalha com temas comportamentais, desenvolvimento de lideranças, mindset ágil e transformação digital. Como profissional de recursos humanos, JP atuou em empresas de grande porte no mercado financeiro e no varejo, gerenciando diversas equipes e projetos. Suas experiências proporcionaram muito dos aprendizados que você conhecerá nesta obra. Hoje, ele atua como consultor em projetos de transformação ágil na área de RH de várias empresas brasileiras e multinacionais.

 

Gostou deste conteúdo?

 

 

Caroli.org

A Caroli.org, com um excelente time e a integração de pessoas autoras, treinadoras, parceiras e demais colaboradoras, tem como missão principal compartilhar conhecimento e, dessa forma, contribuir para a transformação de um mundo melhor. Veja mais detalhes sobre nossos Treinamentos autorais e exclusivos, nossos Livros e muitos outros conteúdos em nosso Blog.
Determinismo Ágil: A Influência de Team OKR, Lean Inception e PBB

Determinismo Ágil: A Influência de Team OKR, Lean Inception e PBB

Neste artigo, exploramos a teoria do determinismo causal no contexto dinâmico das times ágeis. Discutiremos como as ações e escolhas estratégicas afetam o destino de um time ágil, aplicando os conceitos de Team OKRs, Lean Inception e Canvas PBB. Aqui, o “Determinismo Ágil” é apresentado como uma cadeia de eventos interligados e essenciais para o sucesso da sua equipe

ler mais
Como adaptar a Lean Inception para criar Roadmaps de Produtos Digitais: Um guia prático com Bruna Fonseca

Como adaptar a Lean Inception para criar Roadmaps de Produtos Digitais: Um guia prático com Bruna Fonseca

Neste conteúdo da autora Bruna Fonseca, você vai conferir mais detalhes sobre o pensamento de gerenciamento de Produtos Digitais utilizando o Lean Inception para definir Roadmaps eficazes. Ela compartilha informações importantes sobre sua experiência, além de template no Miro contendo todas as estruturas necessárias para você realizar essa adaptação poderosa da Lean Inception e definir Roadmaps.

ler mais

Pin It on Pinterest