Precisa de ajuda para escolher o seu
treinamento ou tem alguma dúvida?

Tens uma ideia de produto?

Tens uma ideia de produto? Então, você deve planejar e construir tal produto e colocá-lo no mercado.

Concorda?

.

.

.

 

Carro criado pelo Homer Simpson – imagem do artigo da Wired.com https://www.wired.com/2014/07/homer-simpson-car/

.

.

.

 

Espero que não!

A maneira mais ineficaz de testar um modelo de negócio ou uma ideia de produto é planejar e construir o produto completo para ver se o mercado realmente vai utilizá-lo.

Não faça como o Homer Simpson neste épico episódio ilustrado na imagem acima.

Você pode e deve fazer diferente! Em vez de sair construindo todo o produto, você deve validar essas ideias. Precisa validar as hipóteses.

Você acredita que sua ideia maravilhosa será muito valiosa para os usuários. Isso nada mais é do que uma hipótese. Precisa colocar isso a prova.

Daí que vem o conceito de MVP (Minimum Viable Product, em inglês). Um pequeno experimento feito para maximizar o aprendizado sobre o produto. Algo para te ajudar a validar as hipóteses. Algo realizado com o mínimo de esforço possível.

Pense no MVP como uma forma barata de validar uma hipótese sobre o seu negócio. A chance de aprender com usuários reais. Algo simples, entretanto efetivo para validar cada pequena suposição.

Em 2011, dois cariocas inovadores colocaram uma hipótese a prova: Será que alguém usaria uma nova forma para chamar táxi? Algo diferente. Não seria nem abanando as mãos, nem ligando para uma cooperativa de táxi. Uma página web onde você colocaria o endereço e clicaria num botão (submit). Simples assim. Magicamente, o táxi apareceria naquele endereço informado. Assim nasceu o Easy Taxi.

Em 2012, eu e três amigos tivemos uma ideia magnífica. Criar um site simples, onde os usuários poderiam colocar três fotos para votação. Uma ideia maravilhosa. Mas que, quando colocada a prova, não gerou o resultado esperado. Somente nós (seus criadores), poucos amigos e um ou outro desconhecido usaram o site – iChooseThisOne.com. Mas, foi um MVP de sucesso! Afinal de contas, não desperdiçamos muito tempo, dinheiro (nenhum) e esforço (um pouco) criando o tal produto. Desistimos bem rápido.

Acho muito importante falar do iChooseThisOne.com. Cansei de ouvir as histórias de sucesso sem seus detalhes sórdidos (tem muito ajuste e correção de rumo antes de alcançar o sucesso!). Desde que comecei a trabalhar explicitamente com MVP (em 2011), tenho focado em aprendizado. E, por investigar e fomentar essa forma de trabalhar, constatei que mesmo os famosos casos de sucesso passaram por muito aprendizado. Talvez esses aprendizados não estejam abertos ao público. Mas, pode ter certeza que o sucesso está fundamentado em muito aprendizado, os quais geraram novos rumos para inúmeros negócios e ideias.

Voltando ao caso da Easy Taxi, o primeiro aplicativo disponibilizado para taxistas não foi utilizado. Naquela época, mesmo tendo respondido que usariam um app para celular Android, os taxistas não compraram aparelho e plano para usarem o tal app. A Easy Taxi viabilizou (V de viável em MVP) seu produto quando comprou e disponibilizou aparelhos Android com o app da Easy Taxi instalado para alguns taxistas.

E, dessa forma, a Easy Taxi seguiu aprendendo a cada novo incremento do produto. Cada incremento do produto gerava bastante aprendizado. A partir de novos aprendizados, surgiam novas ideias. Daí surgiam novas hipóteses, novos MVPs, e mais aprendizado. E, assim por diante, num ciclo contínuo de construir-medir-aprender.

Até emergir um produto superior e testado, baseado em evidência. Algo que os usuários finais (taxistas, passageiros, empresas) não conseguem viver sem. Eu nem consigo mensurar a mudança que aquele pequeno MVP inicial da Easy Taxi gerou na sociedade.

Podemos e devemos utilizar uma abordagem simples para descrever, criar e testar essas hipóteses. Através de entregas rápidas, contendo somente o mínimo necessário para validar tais hipóteses. Foi assim que a Easy Taxi evoluiu. E é assim que estão surgindo as empresas de sucesso.

E a sua empresa também tem criado e evoluído produtos via MVPs? Estou muito interessado na sua história de aprendizado. Compartilha com a nossa comunidade e me marca no LinkedIn. Vou compartilhar e adicionar sua história no artigo sobre MVP.

Paulo Caroli

Paulo Caroli é um apaixonado por inovação, empreendedorismo, produtos digitais, processo, pessoas e transformação. Como autor do best-seller “Lean Inception” e facilitador de workshops estratégicos, sua contribuição tem sido fundamental para o avanço de práticas ágeis em diversas organizações. Como autor, palestrante, consultor e facilitador, Caroli já ajudou muitas pessoas, times e organizações a desbloquear ideias e aprimorar a forma de trabalhar, inspirando muitos a buscar o sucesso em suas próprias trajetórias profissionais.
Tipos de MVP

Tipos de MVP

Entender e escolher entre os tipos de MVP pode acelerar o ciclo de aprendizado e levar ao aperfeiçoamento do produto de maneira eficaz. O MVP não é apenas um lançamento preliminar, mas uma estratégia de teste e aprendizado, essencial para qualquer projeto que busque sucesso e inovação contínuos.

ler mais
MVP, equipe de produto e o tempo

MVP, equipe de produto e o tempo

O tempo disponível para emplacar um produto de sucesso é curto. Se você não o fizer, alguém vai fazer. O maior erro é exagerar e se apressar para elaborar e criar todo o produto. Por exemplo, contratar mais gente, planejar todo o produto, trabalhar 14 horas por dia (incluindo fim de semana e feriados).

ler mais

Pin It on Pinterest